Arquivos
 04/06/2017 a 10/06/2017
 14/05/2017 a 20/05/2017
 01/01/2017 a 07/01/2017
 09/10/2016 a 15/10/2016
 07/08/2016 a 13/08/2016
 29/05/2016 a 04/06/2016
 23/08/2015 a 29/08/2015
 14/06/2015 a 20/06/2015
 10/05/2015 a 16/05/2015
 05/04/2015 a 11/04/2015
 08/03/2015 a 14/03/2015
 01/02/2015 a 07/02/2015
 14/12/2014 a 20/12/2014
 21/09/2014 a 27/09/2014
 14/09/2014 a 20/09/2014
 07/09/2014 a 13/09/2014
 17/08/2014 a 23/08/2014
 10/08/2014 a 16/08/2014
 13/07/2014 a 19/07/2014
 27/04/2014 a 03/05/2014
 16/02/2014 a 22/02/2014
 09/02/2014 a 15/02/2014
 05/01/2014 a 11/01/2014
 29/12/2013 a 04/01/2014
 15/12/2013 a 21/12/2013
 08/12/2013 a 14/12/2013
 18/08/2013 a 24/08/2013
 11/08/2013 a 17/08/2013
 04/08/2013 a 10/08/2013
 28/07/2013 a 03/08/2013
 21/07/2013 a 27/07/2013
 14/07/2013 a 20/07/2013
 30/06/2013 a 06/07/2013
 23/06/2013 a 29/06/2013
 16/06/2013 a 22/06/2013
 09/06/2013 a 15/06/2013
 26/05/2013 a 01/06/2013
 19/05/2013 a 25/05/2013
 07/04/2013 a 13/04/2013
 24/03/2013 a 30/03/2013
 17/03/2013 a 23/03/2013
 10/03/2013 a 16/03/2013
 03/03/2013 a 09/03/2013
 17/02/2013 a 23/02/2013
 03/02/2013 a 09/02/2013
 13/01/2013 a 19/01/2013
 06/01/2013 a 12/01/2013
 30/12/2012 a 05/01/2013
 16/12/2012 a 22/12/2012
 09/12/2012 a 15/12/2012
 02/12/2012 a 08/12/2012
 25/11/2012 a 01/12/2012
 18/11/2012 a 24/11/2012
 11/11/2012 a 17/11/2012
 04/11/2012 a 10/11/2012
 28/10/2012 a 03/11/2012
 14/10/2012 a 20/10/2012
 30/09/2012 a 06/10/2012
 16/09/2012 a 22/09/2012
 26/08/2012 a 01/09/2012
 12/08/2012 a 18/08/2012
 05/08/2012 a 11/08/2012
 22/07/2012 a 28/07/2012
 15/07/2012 a 21/07/2012
 08/07/2012 a 14/07/2012
 01/07/2012 a 07/07/2012
 24/06/2012 a 30/06/2012
 10/06/2012 a 16/06/2012
 03/06/2012 a 09/06/2012
 27/05/2012 a 02/06/2012
 20/05/2012 a 26/05/2012
 06/05/2012 a 12/05/2012
 15/04/2012 a 21/04/2012
 08/04/2012 a 14/04/2012
 01/04/2012 a 07/04/2012
 25/03/2012 a 31/03/2012
 18/03/2012 a 24/03/2012
 04/03/2012 a 10/03/2012
 26/02/2012 a 03/03/2012
 19/02/2012 a 25/02/2012
 12/02/2012 a 18/02/2012
 05/02/2012 a 11/02/2012
 15/01/2012 a 21/01/2012
 08/01/2012 a 14/01/2012
 01/01/2012 a 07/01/2012
 18/12/2011 a 24/12/2011
 27/11/2011 a 03/12/2011
 13/11/2011 a 19/11/2011
 30/10/2011 a 05/11/2011
 23/10/2011 a 29/10/2011
 16/10/2011 a 22/10/2011
 18/09/2011 a 24/09/2011
 31/07/2011 a 06/08/2011
 17/07/2011 a 23/07/2011
 26/06/2011 a 02/07/2011
 19/06/2011 a 25/06/2011
 05/06/2011 a 11/06/2011
 22/05/2011 a 28/05/2011
 15/05/2011 a 21/05/2011
 08/05/2011 a 14/05/2011
 24/04/2011 a 30/04/2011
 17/04/2011 a 23/04/2011
 10/04/2011 a 16/04/2011
 03/04/2011 a 09/04/2011
 20/03/2011 a 26/03/2011
 20/02/2011 a 26/02/2011
 06/02/2011 a 12/02/2011
 16/01/2011 a 22/01/2011
 09/01/2011 a 15/01/2011
 02/01/2011 a 08/01/2011
 26/12/2010 a 01/01/2011
 12/12/2010 a 18/12/2010
 05/12/2010 a 11/12/2010
 28/11/2010 a 04/12/2010
 21/11/2010 a 27/11/2010
 14/11/2010 a 20/11/2010
 07/11/2010 a 13/11/2010
 31/10/2010 a 06/11/2010
 24/10/2010 a 30/10/2010
 17/10/2010 a 23/10/2010
 10/10/2010 a 16/10/2010
 03/10/2010 a 09/10/2010
 26/09/2010 a 02/10/2010
 12/09/2010 a 18/09/2010
 22/08/2010 a 28/08/2010
 15/08/2010 a 21/08/2010
 08/08/2010 a 14/08/2010
 01/08/2010 a 07/08/2010
 25/07/2010 a 31/07/2010
 18/07/2010 a 24/07/2010
 11/07/2010 a 17/07/2010
 27/06/2010 a 03/07/2010
 13/06/2010 a 19/06/2010
 06/06/2010 a 12/06/2010
 30/05/2010 a 05/06/2010
 23/05/2010 a 29/05/2010
 16/05/2010 a 22/05/2010
 09/05/2010 a 15/05/2010
 02/05/2010 a 08/05/2010
 18/04/2010 a 24/04/2010
 04/04/2010 a 10/04/2010
 21/03/2010 a 27/03/2010
 14/03/2010 a 20/03/2010
 07/03/2010 a 13/03/2010
 28/02/2010 a 06/03/2010
 21/02/2010 a 27/02/2010
 14/02/2010 a 20/02/2010
 07/02/2010 a 13/02/2010
 31/01/2010 a 06/02/2010
 24/01/2010 a 30/01/2010
 20/12/2009 a 26/12/2009
 13/12/2009 a 19/12/2009
 06/12/2009 a 12/12/2009
 29/11/2009 a 05/12/2009
 22/11/2009 a 28/11/2009
 15/11/2009 a 21/11/2009
 08/11/2009 a 14/11/2009
 01/11/2009 a 07/11/2009
 25/10/2009 a 31/10/2009
 18/10/2009 a 24/10/2009
 11/10/2009 a 17/10/2009
 04/10/2009 a 10/10/2009
 27/09/2009 a 03/10/2009
 20/09/2009 a 26/09/2009
 13/09/2009 a 19/09/2009
 23/08/2009 a 29/08/2009
 16/08/2009 a 22/08/2009
 02/08/2009 a 08/08/2009
 05/07/2009 a 11/07/2009
 14/06/2009 a 20/06/2009
 07/06/2009 a 13/06/2009
 17/05/2009 a 23/05/2009
 03/05/2009 a 09/05/2009
 26/04/2009 a 02/05/2009
 19/04/2009 a 25/04/2009
 12/04/2009 a 18/04/2009
 05/04/2009 a 11/04/2009
 29/03/2009 a 04/04/2009
 15/03/2009 a 21/03/2009
 08/03/2009 a 14/03/2009
 01/03/2009 a 07/03/2009
 08/02/2009 a 14/02/2009
 01/02/2009 a 07/02/2009
 25/01/2009 a 31/01/2009
 18/01/2009 a 24/01/2009
 11/01/2009 a 17/01/2009
 04/01/2009 a 10/01/2009
 21/12/2008 a 27/12/2008
 14/12/2008 a 20/12/2008
 07/12/2008 a 13/12/2008
 23/11/2008 a 29/11/2008
 16/11/2008 a 22/11/2008
 09/11/2008 a 15/11/2008
 02/11/2008 a 08/11/2008
 26/10/2008 a 01/11/2008
 12/10/2008 a 18/10/2008
 05/10/2008 a 11/10/2008
 28/09/2008 a 04/10/2008
 21/09/2008 a 27/09/2008
 14/09/2008 a 20/09/2008
 07/09/2008 a 13/09/2008
 31/08/2008 a 06/09/2008
 17/08/2008 a 23/08/2008
 10/08/2008 a 16/08/2008
 03/08/2008 a 09/08/2008
 27/07/2008 a 02/08/2008
 20/07/2008 a 26/07/2008
 13/07/2008 a 19/07/2008
 06/07/2008 a 12/07/2008
 29/06/2008 a 05/07/2008
 22/06/2008 a 28/06/2008
 15/06/2008 a 21/06/2008
 08/06/2008 a 14/06/2008
 01/06/2008 a 07/06/2008
 27/04/2008 a 03/05/2008
 20/04/2008 a 26/04/2008
 06/04/2008 a 12/04/2008
 23/03/2008 a 29/03/2008
 16/03/2008 a 22/03/2008
 09/03/2008 a 15/03/2008
 02/03/2008 a 08/03/2008
 24/02/2008 a 01/03/2008
 17/02/2008 a 23/02/2008
 10/02/2008 a 16/02/2008
 27/01/2008 a 02/02/2008
 20/01/2008 a 26/01/2008
 13/01/2008 a 19/01/2008
 23/12/2007 a 29/12/2007
 16/12/2007 a 22/12/2007
 09/12/2007 a 15/12/2007
 02/12/2007 a 08/12/2007
 25/11/2007 a 01/12/2007
 18/11/2007 a 24/11/2007
 11/11/2007 a 17/11/2007
 04/11/2007 a 10/11/2007
 28/10/2007 a 03/11/2007
 14/10/2007 a 20/10/2007
 07/10/2007 a 13/10/2007
 30/09/2007 a 06/10/2007
 23/09/2007 a 29/09/2007
 09/09/2007 a 15/09/2007
 26/08/2007 a 01/09/2007
 19/08/2007 a 25/08/2007
 12/08/2007 a 18/08/2007
 05/08/2007 a 11/08/2007
 29/07/2007 a 04/08/2007
 22/07/2007 a 28/07/2007
 15/07/2007 a 21/07/2007
 01/07/2007 a 07/07/2007
 24/06/2007 a 30/06/2007
 17/06/2007 a 23/06/2007
 10/06/2007 a 16/06/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 27/05/2007 a 02/06/2007
 20/05/2007 a 26/05/2007
 13/05/2007 a 19/05/2007
 29/04/2007 a 05/05/2007
 22/04/2007 a 28/04/2007
 15/04/2007 a 21/04/2007
 08/04/2007 a 14/04/2007
 11/03/2007 a 17/03/2007
 17/12/2006 a 23/12/2006

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Blog de nicomedesoliveira
 


http://www.jornalfloripa.com.br/brasil/ver_info_jornalfloripa.asp?NewsID=5322

Homens por volta dos 40 anos são maioria entre moradores de rua

A reportagem vasculhou a capital paulista para entender quem são essas pessoas. E encontrou até um ex-gerente de supermercado dormindo debaixo de um viaduto.

 

O Fantástico preparou uma reportagem sobre um certo tipo de morador de São Paulo. É homem, por volta de 40 anos, tem ensino fundamental incompleto. Tem filhos e família, mas vive solitário. Este é o perfil de quem vive nas ruas da cidade, revelado numa pesquisa divulgada esta semana. O Fantástico vasculhou a capital paulista para entender quem são essas pessoas. E encontrou até um ex-gerente de supermercado dormindo debaixo de um viaduto.

O paranaense Celço de Araújo, 44 anos, era funcionário de uma multinacional. Ele tinha casa e um bom emprego. Hoje, é morador de rua.

“Eu era gerente de um supermercado. O azar me procurou, me encontrou e me acabou”, disse Celso.

A empresa confirmou que ele era empregado 17 anos atrás, mas não informou o cargo.

Depois que foi demitido, a vida dele só piorou. Celço passou dois anos preso por roubo e furto. Solto no fim de 2009, ele não tinha mais para onde ir. “É duro saber que eu tinha uma boa profissão”, desabafa.

“Um tempo frio assim, chovendo. Só Deus mesmo por nós”, diz José da Silva, morador de rua há 15 anos.

Ao todo, 13.666 pessoas sem casa e sem emprego vagam por São Paulo, como Celço. Este é o número de moradores de rua na cidade mais rica do país.

O perfil: em geral, homem, adulto, por volta dos 40 anos, não é branco, tem ensino fundamental incompleto e vive sozinho.

Mas por que ficam sem nada? Por muitos motivos. Um deles envolve brigas de família.

“Briguei com a mulher, perdi meu barraco, perdi tudo”, diz Paulo Roberto da Silva, morador de rua há três anos.

“Nunca me esqueci dela. Quando bebo, é que parece que o chifre cresce mais ainda”, brinca João Vieira Neto, morador de rua há 15 anos.

Outro motivo é o alcoolismo.

“Sou aposentado. Eu tinha condição de pagar um aluguel em um quarto” diz João Vieira Neto, fazendo sinal para a bebida. Ele mora nas ruas há 13 anos.

Quase 75% dos moradores de rua em São Paulo usam álcool ou outras drogas.

A violência também é uma ameaça constante. Mais de 65% dos entrevistados disseram já terem sido atacados, principalmente por outros colegas de rua.

"Foram várias facadas. Fiquei muito tempo com o braço enfaixado”, diz João Vieira Neto.

Para Sebastião Nicomedes, ex-morador de rua que virou escritor, o censo foi incompleto. Ele garante que há, pelo menos, outras cinco mil pessoas na mesma situação na cidade.

A coleta de dados aconteceu no fim do ano passado, período em que, segundo Sebastião, muitos andarilhos vão para o litoral.

“Eles vão para as praias, tentam sobreviver. É por lá que está todo mundo nessa época”, afirma Sebastião.

A busca por sustento revela um dos dados mais importantes da pesquisa. A grande maioria dos moradores, mais de 66%, não pede esmola e, sim, trabalha.

“Para comer, eu cato latinha, cobre”, diz Celço.

Eles ganham, em média, R$ 19 por dia.

Márcio se garante com música. Ele saiu de Minas Gerais para tentar a carreira de músico em São Paulo.

Mesmo correndo o risco de perder o violão, Márcio prefere ficar ao relento a dormir em albergue. Muitos moradores reclamam da burocracia para conseguir vaga e das regras rígidas.

“Se não levantar às 5h, eles gritam com a gente, fazem humilhações. Albergue é cheio daqueles bichinhos que mordem a pele da gente, sai sangue”, conclui Celço.

Pouco mais de 50% dos moradores de rua passam as noites nas 41 instituições ligadas à prefeitura, com capacidade para atender até 10 mil pessoas no inverno.

O Fantástico só teve autorização para entrar em uma das mais bem instaladas. A casa "Arsenal da Esperança" tem até biblioteca.

“Tomamos banho de chuveiro de água quente. A comida é da melhor qualidade. Aqui a situação é bem melhor”, diz Nelson dos Santos, morador de rua há 49 anos.

Há também tendas como as mostradas em vídeo, onde se pode tomar banho e descansar.

Celço, o personagem que você conheceu no início da reportagem, tentou a pedido da equipe de reportagem, uma vaga em outros três albergues.

Em dois deles, Celço foi aceito, depois de uma hora debaixo de chuva, na fila. No terceiro, nada feito, porque, segundo a atendente, a casa estava lotada devido ao tempo frio.

Os moradores de rua alegam que a prefeitura reserva camas para pessoas recolhidas pela cidade. Algumas dessas camas, eles afirmam, não são ocupadas e muitos candidatos, que chegam pelos próprios meios, acabam sem abrigo.

A vice-prefeita de São Paulo, Alda Marco Antônio, aponta, nesse caso, falha no atendimento. “Todos os albergues são obrigados a fazer o primeiro acolhimento, mesmo que não exista vaga naquele albergue. Ele chama nosso serviço de emergência e realoca a pessoa para onde tem vaga”, explica.

Para os especialistas, não há solução fácil. “Não existem políticas públicas eficazes de moradia. Porque você tem aqui um centro de cidade, vários prédios abandonados e vazios. Se essas pessoas tivessem a oportunidade de ter uma moradia popular, ela não ia querer morar debaixo de uma ponte”, afirma a pesquisadora da PUC-SP, Rosana Schwartz.

Celço, pai de duas filhas, diz que não consegue juntar R$ 80 para pagar a passagem de ônibus de volta ao Paraná. Mas continua tentando.

Mesmo em meio a tanta dificuldade, há quem sonhe.

“Eu espero ter uma família, ter uma esposa, ter um lar, um emprego”, diz Izael Leonel, morador de rua há 10 anos.

“Vou vencer, porque Deus é muito grande. Com muita força e coragem, eu vou vencer”, sonha o também morador de rua Paulo Roberto.



Escrito por nicomedesoliveira às 17h39
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]