Arquivos
 04/06/2017 a 10/06/2017
 14/05/2017 a 20/05/2017
 01/01/2017 a 07/01/2017
 09/10/2016 a 15/10/2016
 07/08/2016 a 13/08/2016
 29/05/2016 a 04/06/2016
 23/08/2015 a 29/08/2015
 14/06/2015 a 20/06/2015
 10/05/2015 a 16/05/2015
 05/04/2015 a 11/04/2015
 08/03/2015 a 14/03/2015
 01/02/2015 a 07/02/2015
 14/12/2014 a 20/12/2014
 21/09/2014 a 27/09/2014
 14/09/2014 a 20/09/2014
 07/09/2014 a 13/09/2014
 17/08/2014 a 23/08/2014
 10/08/2014 a 16/08/2014
 13/07/2014 a 19/07/2014
 27/04/2014 a 03/05/2014
 16/02/2014 a 22/02/2014
 09/02/2014 a 15/02/2014
 05/01/2014 a 11/01/2014
 29/12/2013 a 04/01/2014
 15/12/2013 a 21/12/2013
 08/12/2013 a 14/12/2013
 18/08/2013 a 24/08/2013
 11/08/2013 a 17/08/2013
 04/08/2013 a 10/08/2013
 28/07/2013 a 03/08/2013
 21/07/2013 a 27/07/2013
 14/07/2013 a 20/07/2013
 30/06/2013 a 06/07/2013
 23/06/2013 a 29/06/2013
 16/06/2013 a 22/06/2013
 09/06/2013 a 15/06/2013
 26/05/2013 a 01/06/2013
 19/05/2013 a 25/05/2013
 07/04/2013 a 13/04/2013
 24/03/2013 a 30/03/2013
 17/03/2013 a 23/03/2013
 10/03/2013 a 16/03/2013
 03/03/2013 a 09/03/2013
 17/02/2013 a 23/02/2013
 03/02/2013 a 09/02/2013
 13/01/2013 a 19/01/2013
 06/01/2013 a 12/01/2013
 30/12/2012 a 05/01/2013
 16/12/2012 a 22/12/2012
 09/12/2012 a 15/12/2012
 02/12/2012 a 08/12/2012
 25/11/2012 a 01/12/2012
 18/11/2012 a 24/11/2012
 11/11/2012 a 17/11/2012
 04/11/2012 a 10/11/2012
 28/10/2012 a 03/11/2012
 14/10/2012 a 20/10/2012
 30/09/2012 a 06/10/2012
 16/09/2012 a 22/09/2012
 26/08/2012 a 01/09/2012
 12/08/2012 a 18/08/2012
 05/08/2012 a 11/08/2012
 22/07/2012 a 28/07/2012
 15/07/2012 a 21/07/2012
 08/07/2012 a 14/07/2012
 01/07/2012 a 07/07/2012
 24/06/2012 a 30/06/2012
 10/06/2012 a 16/06/2012
 03/06/2012 a 09/06/2012
 27/05/2012 a 02/06/2012
 20/05/2012 a 26/05/2012
 06/05/2012 a 12/05/2012
 15/04/2012 a 21/04/2012
 08/04/2012 a 14/04/2012
 01/04/2012 a 07/04/2012
 25/03/2012 a 31/03/2012
 18/03/2012 a 24/03/2012
 04/03/2012 a 10/03/2012
 26/02/2012 a 03/03/2012
 19/02/2012 a 25/02/2012
 12/02/2012 a 18/02/2012
 05/02/2012 a 11/02/2012
 15/01/2012 a 21/01/2012
 08/01/2012 a 14/01/2012
 01/01/2012 a 07/01/2012
 18/12/2011 a 24/12/2011
 27/11/2011 a 03/12/2011
 13/11/2011 a 19/11/2011
 30/10/2011 a 05/11/2011
 23/10/2011 a 29/10/2011
 16/10/2011 a 22/10/2011
 18/09/2011 a 24/09/2011
 31/07/2011 a 06/08/2011
 17/07/2011 a 23/07/2011
 26/06/2011 a 02/07/2011
 19/06/2011 a 25/06/2011
 05/06/2011 a 11/06/2011
 22/05/2011 a 28/05/2011
 15/05/2011 a 21/05/2011
 08/05/2011 a 14/05/2011
 24/04/2011 a 30/04/2011
 17/04/2011 a 23/04/2011
 10/04/2011 a 16/04/2011
 03/04/2011 a 09/04/2011
 20/03/2011 a 26/03/2011
 20/02/2011 a 26/02/2011
 06/02/2011 a 12/02/2011
 16/01/2011 a 22/01/2011
 09/01/2011 a 15/01/2011
 02/01/2011 a 08/01/2011
 26/12/2010 a 01/01/2011
 12/12/2010 a 18/12/2010
 05/12/2010 a 11/12/2010
 28/11/2010 a 04/12/2010
 21/11/2010 a 27/11/2010
 14/11/2010 a 20/11/2010
 07/11/2010 a 13/11/2010
 31/10/2010 a 06/11/2010
 24/10/2010 a 30/10/2010
 17/10/2010 a 23/10/2010
 10/10/2010 a 16/10/2010
 03/10/2010 a 09/10/2010
 26/09/2010 a 02/10/2010
 12/09/2010 a 18/09/2010
 22/08/2010 a 28/08/2010
 15/08/2010 a 21/08/2010
 08/08/2010 a 14/08/2010
 01/08/2010 a 07/08/2010
 25/07/2010 a 31/07/2010
 18/07/2010 a 24/07/2010
 11/07/2010 a 17/07/2010
 27/06/2010 a 03/07/2010
 13/06/2010 a 19/06/2010
 06/06/2010 a 12/06/2010
 30/05/2010 a 05/06/2010
 23/05/2010 a 29/05/2010
 16/05/2010 a 22/05/2010
 09/05/2010 a 15/05/2010
 02/05/2010 a 08/05/2010
 18/04/2010 a 24/04/2010
 04/04/2010 a 10/04/2010
 21/03/2010 a 27/03/2010
 14/03/2010 a 20/03/2010
 07/03/2010 a 13/03/2010
 28/02/2010 a 06/03/2010
 21/02/2010 a 27/02/2010
 14/02/2010 a 20/02/2010
 07/02/2010 a 13/02/2010
 31/01/2010 a 06/02/2010
 24/01/2010 a 30/01/2010
 20/12/2009 a 26/12/2009
 13/12/2009 a 19/12/2009
 06/12/2009 a 12/12/2009
 29/11/2009 a 05/12/2009
 22/11/2009 a 28/11/2009
 15/11/2009 a 21/11/2009
 08/11/2009 a 14/11/2009
 01/11/2009 a 07/11/2009
 25/10/2009 a 31/10/2009
 18/10/2009 a 24/10/2009
 11/10/2009 a 17/10/2009
 04/10/2009 a 10/10/2009
 27/09/2009 a 03/10/2009
 20/09/2009 a 26/09/2009
 13/09/2009 a 19/09/2009
 23/08/2009 a 29/08/2009
 16/08/2009 a 22/08/2009
 02/08/2009 a 08/08/2009
 05/07/2009 a 11/07/2009
 14/06/2009 a 20/06/2009
 07/06/2009 a 13/06/2009
 17/05/2009 a 23/05/2009
 03/05/2009 a 09/05/2009
 26/04/2009 a 02/05/2009
 19/04/2009 a 25/04/2009
 12/04/2009 a 18/04/2009
 05/04/2009 a 11/04/2009
 29/03/2009 a 04/04/2009
 15/03/2009 a 21/03/2009
 08/03/2009 a 14/03/2009
 01/03/2009 a 07/03/2009
 08/02/2009 a 14/02/2009
 01/02/2009 a 07/02/2009
 25/01/2009 a 31/01/2009
 18/01/2009 a 24/01/2009
 11/01/2009 a 17/01/2009
 04/01/2009 a 10/01/2009
 21/12/2008 a 27/12/2008
 14/12/2008 a 20/12/2008
 07/12/2008 a 13/12/2008
 23/11/2008 a 29/11/2008
 16/11/2008 a 22/11/2008
 09/11/2008 a 15/11/2008
 02/11/2008 a 08/11/2008
 26/10/2008 a 01/11/2008
 12/10/2008 a 18/10/2008
 05/10/2008 a 11/10/2008
 28/09/2008 a 04/10/2008
 21/09/2008 a 27/09/2008
 14/09/2008 a 20/09/2008
 07/09/2008 a 13/09/2008
 31/08/2008 a 06/09/2008
 17/08/2008 a 23/08/2008
 10/08/2008 a 16/08/2008
 03/08/2008 a 09/08/2008
 27/07/2008 a 02/08/2008
 20/07/2008 a 26/07/2008
 13/07/2008 a 19/07/2008
 06/07/2008 a 12/07/2008
 29/06/2008 a 05/07/2008
 22/06/2008 a 28/06/2008
 15/06/2008 a 21/06/2008
 08/06/2008 a 14/06/2008
 01/06/2008 a 07/06/2008
 27/04/2008 a 03/05/2008
 20/04/2008 a 26/04/2008
 06/04/2008 a 12/04/2008
 23/03/2008 a 29/03/2008
 16/03/2008 a 22/03/2008
 09/03/2008 a 15/03/2008
 02/03/2008 a 08/03/2008
 24/02/2008 a 01/03/2008
 17/02/2008 a 23/02/2008
 10/02/2008 a 16/02/2008
 27/01/2008 a 02/02/2008
 20/01/2008 a 26/01/2008
 13/01/2008 a 19/01/2008
 23/12/2007 a 29/12/2007
 16/12/2007 a 22/12/2007
 09/12/2007 a 15/12/2007
 02/12/2007 a 08/12/2007
 25/11/2007 a 01/12/2007
 18/11/2007 a 24/11/2007
 11/11/2007 a 17/11/2007
 04/11/2007 a 10/11/2007
 28/10/2007 a 03/11/2007
 14/10/2007 a 20/10/2007
 07/10/2007 a 13/10/2007
 30/09/2007 a 06/10/2007
 23/09/2007 a 29/09/2007
 09/09/2007 a 15/09/2007
 26/08/2007 a 01/09/2007
 19/08/2007 a 25/08/2007
 12/08/2007 a 18/08/2007
 05/08/2007 a 11/08/2007
 29/07/2007 a 04/08/2007
 22/07/2007 a 28/07/2007
 15/07/2007 a 21/07/2007
 01/07/2007 a 07/07/2007
 24/06/2007 a 30/06/2007
 17/06/2007 a 23/06/2007
 10/06/2007 a 16/06/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 27/05/2007 a 02/06/2007
 20/05/2007 a 26/05/2007
 13/05/2007 a 19/05/2007
 29/04/2007 a 05/05/2007
 22/04/2007 a 28/04/2007
 15/04/2007 a 21/04/2007
 08/04/2007 a 14/04/2007
 11/03/2007 a 17/03/2007
 17/12/2006 a 23/12/2006

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Blog de nicomedesoliveira
 


http://brasilescola.uol.com.br/brasil/populacao-situacao-rua.htm

Conforme o relatório do primeiro Encontro Nacional Sobre População em Situação de Rua, organizado e realizado em 2005 pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome por meio da Secretaria Nacional de Assistência Social, a caracterização da população em situação de rua ficou definida como: grupo populacional heterogêneo, composto por pessoas com diferentes realidades, mas que têm em comum a condição de pobreza absoluta, vínculos interrompidos ou fragilizados e falta de habitação convencional regular, sendo compelido a utilizar a rua como espaço de moradia e sustento, por contingência temporária ou de forma permanente.

Pode-se afirmar que o surgimento da população em situação de rua é um dos reflexos da exclusão social, que a cada dia atinge e prejudica uma quantidade maior de pessoas que não se enquadram no atual modelo econômico, o qual exige do trabalhador uma qualificação profissional, embora essa seja inacessível à maioria da população.

É inegável que a cada ano mais indivíduos utilizam as ruas como moradia, fato desencadeado em decorrência de vários fatores: ausência de vínculos familiares, desemprego, violência, perda da autoestima, alcoolismo, uso de drogas, doença mental, entre outros fatores.

O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome realizou entre os anos de 2007 e 2008 uma pesquisa em 71 cidades brasileiras com população superior a 300 mil habitantes, abrangendo as capitais (exceto São Paulo, Belo Horizonte, Recife e Porto Alegre). Segundo essa pesquisa, cujos dados foram divulgados em 2008, há 31.922 indivíduos que utilizam as ruas como moradia, no entanto, esses números são bem maiores, pois cidades importantes não se incluíram na pesquisa.

Os municípios brasileiros que possuem mais moradores em situação de rua são: Rio de Janeiro (4.585), Salvador (3.289), Curitiba (2.776), Brasília (1.734), Fortaleza (1.701), São José dos Campos (1.633), Campinas (1.027), Santos (713), Nova Iguaçu (649), Juiz de Fora (607) e Goiânia (563).

Entre a população em referência predominam as pessoas do sexo masculino (82%), com idade entre 25 e 44 anos (53%) e que nunca estudaram ou não concluíram o ensino fundamental (63,5%). Em relação à cor, 39,1% são pardos, 27,9% negros, 29,5% brancos, 1,3% indígenas, 1% amarelo oriental e 1,2% de cor não identificada.

A ineficácia dessas políticas públicas fez com que, historicamente, se destacasse o trabalho das Organizações Não Governamentais (ONGs) e das Instituições Religiosas. No geral, essas instituições atuam na distribuição de alimentos, roupas e cobertores. Outro trabalho de assistência são os abrigos temporários e os albergues que, de um modo geral, são considerados insuficientes para beneficiar toda essa população.

Tais políticas, cujo objetivo é amparar as pessoas que delas necessitam, são insuficientes e geralmente não atacam a causa do problema, apenas tentam suprir as necessidades básicas de sobrevivência, como também não estão baseadas em um efetivo conhecimento acerca das demandas que norteiam esse contingente populacional.

Portanto, esse desinteresse do Estado pelas pessoas que se encontram na referida situação influencia diretamente no comportamento da sociedade, sendo que os moradores de rua são tratados ora com compaixão, ora com repressão, preconceito, indiferença e violência.


 

Por Wagner de Cerqueira e Francisco
Graduado em Geografia
Equipe Brasil Escola



Escrito por nicomedesoliveira às 12h47
[] [envie esta mensagem
]





http://www.camara.sp.gov.br/blog/populacao-critica-servicos-publicos-e-pede-revogacao-de-decreto-sobre-morador-de-rua/

DA REDAÇÃO

A necessidade de melhorar os serviços de acolhida aos moradores de rua e a revogação do decreto que retirou o parágrafo que proibia a GCM (Guarda Civil Metropolitana) de recolher colchões e cobertores dessa população foram os principais problemas apresentados pelos participantes da reunião desta quinta-feira (18/5) na Comissão de Defesa dos Direitos Humanos, Cidadania e Relações Internacionais da Câmara Municipal de São Paulo.

Para o estudante de jornalismo Marcos Hermanson, que gravou a agressão de guardas à Samir Ali Ahmed Sati, é fundamental que a Prefeitura revogue o decreto. “A medida significa tirar o mínimo que os moradores têm, a dignidade. Ao devolver à GCM o direito de tirar os pertences pessoais dessa população é criminalizar a pobreza”, comentou.

O polidor de carro Sérgio Cassiano Leandro contou que está em situação desde 1999 porque deixou de ter condições de pagar o aluguel. Atualmente, ele frequenta um serviço na Barra Funda, zona oeste, e revela quais são os principais problemas. “É difícil conseguir vagas nos albergues. Os colchões e os cobertores são fininhos e a alimentação é péssima”, disse.

O programa Trabalho Novo – em que pessoas em situação de vulnerabilidade social passam por uma capacitação socioemocional para geração de oportunidade de trabalho – foi mais um dos problemas apontados por Sérgio Cassiano Leandro. “É necessário primeiro um apoio médico, com psiquiatra, psicólogo e assistência social para avaliar a pessoa. Não é tirar ela da rua, fazer uma semana de cursos e querer que ela esteja pronta para o mercado. A maioria dos que estão em situação de rua é dependente químico”, acrescentou.

As mulheres que estão em um Centro de Acolhida localizado na avenida Brigadeiro Luís Antônio,  na região central, revelaram os problemas que enfrentam nos serviços. “Quando estamos nessa situação, sofremos preconceito até para arrumar emprego. Queremos mais do que uma acolhida, e sim moradia e trabalho”, argumentou a técnica em nutrição Maria Cristina da Silva.

A vendedora Claumay Cardoso acrescentou que o tempo de permanência nesses locais é curto. “Tenho cinco filhos e a preocupação é grande porque a cada dois anos precisamos mudar de abrigo e arrumar vaga nas escolas para as crianças”, revelou.

O secretário de Assistência e Desenvolvimento Social, Felipe Sabará, anotou as demandas apresentadas e disse que todas serão respondidas. “Estamos construindo um novo decreto com diversas secretarias e fazendo a revisão em relação à proteção aos pertences dos moradores de rua e instaurando uma auditoria dos serviços para ver quais são os problemas”, detalhou.

O presidente da Comissão, vereador Eduardo Suplicy (PT), achou importante a audiência. “O secretário ouviu todas as questões e disse que irá responder e modificar o decreto”, disse.



Escrito por nicomedesoliveira às 12h19
[] [envie esta mensagem
]





SUAS E A POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA.

 

http://www.desenvolvimentosocial.pr.gov.br/arquivos/File/Capacitacao/material_apoio/julianafernandes.pdf



Escrito por nicomedesoliveira às 09h50
[] [envie esta mensagem
]





 

06/01/2017 13h13 - Atualizado em 06/01/2017 13h51

"Não é pela dor física, mas pela dor do desrespeito ao morador de rua", diz homem espancado na Capital

Morador de rua agredido na avenida Cristóvão Colombo diz que não guarda rancor, mas defende prisão de agressores

Foto: Paulo Rocha /Agência RBS

Quase uma semana depois de ser agredido por vigilantes em frente a um supermercado no bairro Floresta, em Porto Alegre, o morador de rua Edson Luis Christ Wahlbring, 25 anos, retomou quase normalmente à rotina. Em meio a manifestações de solidariedade de conhecidos da região e entrevistas, Alemão - como é conhecido - ainda exibe marcas da agressão e relata dores nas costelas e em uma das pernas.

Alemão ficou conhecido por aparecer em imagens de câmeras de segurança sendo espancado por três vigilantes. Dois deles utilizam cassetetes, e um terceiro apenas observa. Os agressores eram funcionários terceirizados de uma igreja Assembleia de Deus, localizada na rua General Neto, a 200 metros do supermercado.

"Não é pela dor física, mas por dentro, por não terem respeito com morador de rua. Quero ver eles fazerem isso com o gerente do supermercado, com um delegado. Não fazem isso com outras pessoas, mas com morador de rua é fácil", desabafa Edson.

 

Os vigilantes estariam em busca do autor do furto de um corrimão da igreja, no sábado (31). Naquele dia mesmo, o trio encontrou o morador de rua. Edson Luis nega a autoria do furto. Usuário de crack, ele afirma que consegue viver com a reciclagem e de esmolas que admite pedir.

"Até peço dinheiro, mas roubar não. Pode perguntar para quem me conhece aqui na região", garante.

O morador de rua afirma já ter sido ameaçado pelos vigilantes em outras oportunidades, mas agressão foi a primeira vez. Por isso, pede justiça.

"Não guardo rancor, mas eles merecem ir para a cadeia. Isso não foi lesão corporal, foi tentativa de homicídio", diz Edson.

A Igreja Assembleia de Deus confirma que é a contratante da empresa de vigilância onde trabalham os agressores. O contrato com a Securi Clean, de Santa Maria, foi firmado há cerca de um ano. Segundo o advogado da igreja, Jurandi Pazzim, o serviço foi rescindido tão logo tomaram conhecimento do episódio.

"A igreja está escandalizada. Estamos há 93 anos em Porto Alegre, fazemos obras sociais e isso foi algo muito grave, que não poderia ter ocorrido", diz o advogado da Assembleia de Deus.

A igreja confirma que houve o furto de um corrimão no sábado (31), mas que os vigilantes agiram por conta própria na busca de suspeitos. A Rádio Gaúcha tentou contato com a Securi Clean, mas ninguém atendeu aos telefonemas nessa manhã.

http://gaucha.clicrbs.com.br/rs/noticia-aberta/nao-e-pela-dor-fisica--mas-pela-dor-do-desrespeito-ao-morador-de-rua--diz-homem-espancado-na-capital-185766.html



Escrito por nicomedesoliveira às 20h21
[] [envie esta mensagem
]





ESTAMOS FUNDANDO O MOVIMENTO MUNDIAL DAS PESSOAS EM SITUAÇÃO DE RUA. MIGRANTES E IMIGRANTES. REFUGIADOS E TREICHEIROS. E DESBUROCARATIZANDO E SIMPLIFICANDO PARA QUE TODOS QUANTO QUEIRAM PARTICIPAR,POSSAM SE REPRESENTAREM E SENTIREM SE PARTE E SE APROPRIAREM . QUE NINGUÉM MELHOR DO QUE QUEM VIVEU OU ESTÁ PRINCIPALMENTE VIVENDO A SITUAÇÃO PARA FALAR O QUE QUEREM,O QUE PENSAM,E O QUE CADA UM PODE FAZER POR SI MESMO,ALÉM DO EMPENHO COLETIVO.

disponibilizaremos na próxima semana,um pequeno questionário onde esperamos contar com a sua colaboração para que nos ajude nessa construção. a principio o questionário se encontrara disponível neste blog 



Escrito por nicomedesoliveira às 10h39
[] [envie esta mensagem
]





                                                                                                                                                        TELAS PINTADAS POR  GIBA- ALUNOS VITOR ZANINI -TENDA BELA VISTA-     ADQUIRA OS TRABALHOS FEITOS POR PESSOAS EM SITUAÇÃO DE RUA-ASSIM VOCE GER ARENDA E INCENTIVA A PESSOA A BUSCAR UM CAMINHO MELHOR E A VIVER COM MAIS DIGNIDADE.



Escrito por nicomedesoliveira às 15h03
[] [envie esta mensagem
]





AOS PAIS E FILHOS QUE SE PERDERAM NO TEMPO                                                  

De pequeno tinha sonhos
Ser pedreiro de mão cheia
Seguir os passos do Pai
Um dia casar, ter filhos
Ir embora pra São Paulo

Fez tudo igual seu herói
Pedreiro na cidade grande
Dinheiro pra casa pelo correio
Distância do filho querido
Saudades da mulher amada

São Paulo lugar de gente louca
Toda noite, todo dia
Notícias na televisão
Dólar em alta, dólar em baixa
Bolsa cai, bolsa que sobe

Cimento subiu bem mais alto
Que edifícios erguidos
Clientela inadimplente,
Todo mundo despedido
Foi a firma que faliu

Morando sempre em obras
Desde que saiu de casa
Perdido na selva de pedras
O menino espelhado do pai
Desaprendeu a viver

Em volta do mercadão
Sacia fome de dia
Catando frutas caídas
À noite espera sopa
Maldito, vadio, mendigo

O tempo passou tão depressa
Vestes em sacos de lixo
Colher de pau na mão
Ao marco zero da Sé
O então pedreiro indigente
Constrói paredes ao vento


Sebastião Nicomedes



Escrito por nicomedesoliveira às 19h42
[] [envie esta mensagem
]





http://radio.estadao.com.br/audios/detalhe/radio-estadao,declaracao-de-michel-temer-sobre-operacao-no-complexo-da-mare-e-tema-da-coluna-direto-ao-assunto,619455



Escrito por nicomedesoliveira às 17h23
[] [envie esta mensagem
]





Reuters

26/05/2016 09h23 - Atualizado em 26/05/2016 09h24

'Uma Noite em Sampa', de Ugo Giorgetti, mostra desumanização

Filme é sobre ricos do interior que vão à capital para espetáculo de teatro.
Cineasta coloca a luta de classes como catalizador da ação do longa.

Da Reuters

'Uma noite em Sampa' é o novo filme do diretor Ugo Giorgetti (Foto: Divulgaçao)'Uma noite em Sampa' é o novo filme do diretor
Ugo Giorgetti (Foto: Divulgaçao)

São Paulo, sua fauna e flora, tem sido ao longo de mais de quatro décadas um dos temas caros ao cineasta Ugo Giorgetti. A cidade chega a surgir como uma força que determina a vida dos personagens.

Seu mais recente trabalho, “Uma Noite em Sampa”, potencializa essa dinâmica. Ao centro do filme está um grupo de ricos do interior que vieram à capital para um espetáculo de teatro, jantarão num restaurante fino e caro e depois voltarão para casa.

Seria uma noite comum com alguma diversão e boa comida, não fosse o fato de o motorista ter sumido sem deixar qualquer vestígio. Ninguém sabe seu nome, nem lembra seu rosto.

Na verdade, o grupo de endinheirados que fica do lado de fora do ônibus numa noite fria nem olhou para o motorista – exceto uma das passageiras (Fernanda Viacava) que, curiosamente, descobre-se depois, não faz parte dos grã-finos, é uma funcionária cuja patroa (Cris Couto) trouxe como acompanhante.

Em poucos minutos, Giorgetti, que também assina o roteiro, coloca a luta de classes como catalizador da ação do filme. Deixados do lado de fora do Teatro Ruth Escobar, na Bela Vista, sem seus celulares (que ficaram dentro do ônibus), os turistas culpam a organizadora da viagem (Flavia Garrafa), outra que também não pertence à classe deles.

Se num primeiro momento há união no grupo – interpretado por Andrea Tedesco, Roney Facchini, André Correa, Cris Couto, Agnes Zuliani, Carol Portes, Suzana Alves, Thaia Perez, Cris Rocha, Stella Tobar, Thiago Amaral, Siomara Schröder, Francisco Bretas, Sergio Mastropasqua, Angelo Brandini, Atílio Bari, Isabeau Christine, e alguns manequins de plástico, causando um estranhamento muito bem sacado – com o tempo, as alianças vão se esmaecendo, quando emerge o individualismo.

Giorgetti, como em “Sábado”, faz de, praticamente, um único ambiente – no caso a céu aberto, numa esquina em frente ao teatro – o microcosmos de toda a cidade.

Os tipos de São Paulo estão ali – especialmente da classe alta – com seu consumo desenfreado e raso por cultura, enquanto se apoiam cada vez mais na exploração das classes abaixo da deles – nesse sentido, o destino da funcionária é bastante elucidativo. O toque de humor, aliás, gera um riso mais incômodo do que de diversão.

O mote do filme possui uma clara referência a “O Anjo Exterminador”, de Luis Buñuel – algo que até um personagem menciona –, mas Giogetti faz as devidas adaptações no tempo e no espaço. Estamos falando da burguesia brasileira do século 21, que não é tão endinheirada quanto aquela do filme espanhol e, talvez, nem tão culta – a ida ao teatro pode ser apenas uma desculpa para sair momentaneamente de sua cidade.

Rodado inteiramente no meio da rua, “Uma Noite em Sampa” prima por uma fotografia assinada por Walter Carvalho, parceiro de Giorgetti em diversos filmes, – não confundir com o colega de profissão homônimo, fotógrafo de filmes como “Central do Brasil” e “A Febre do Rato” – capaz de ser clara o suficiente para vermos a cena, mas sem nunca clarear muito a ponto de esquecermos de que é noite.

A presença de alguns manequins em cena – que, na verdade são tratados como humanos – é, por fim, sintomático.

Giorgetti aponta, em seu humor ácido, a perda gradual da humanização na grande metrópole. A relação do grupo com moradores de rua dos arredores é a concretização mais contundente desse fato.

(Por Alysson Oliveira, do Cineweb)

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cinewebhttp://g1.globo.com/pop-arte/cinema/noticia/2016/05/uma-noite-em-sampa-de-ugo-giorgetti-mostra-desumanizacao.html

 



Escrito por nicomedesoliveira às 13h39
[] [envie esta mensagem
]





Uma Noite em Sampa
Data de lançamento 26 de maio de 2016 (1h 15min)
Direção: Ugo Giorgetti
Gênero Comédia
Nacionalidade Brasil
 Ver o trailerVer sessões (10)
Imprensa3,17 críticas
 
Usuários?0 nota
  
Opinião dos meus amigos ?



Escrito por nicomedesoliveira às 13h38
[] [envie esta mensagem
]





PARCERIA REINO UNIDO -SP BRASIL

Foto de Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo.
Foto de Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo.

O secretário de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo, Eduardo Suplicy, assinou, nesta quarta-feira (26/8), um memorando de entendimento com o Reino Unido para desenvolver novos projetos relacionados principalmente às pautas LGBT, Direito à Cidade e População em Situação de Rua. Além de Suplicy, assinaram o acordo a Cônsul-Geral do Reino Unido em São Paulo, Joanna Crellin, e o vice-presidente do Conselho Britânico, Eric Klug.

O memorando assinado, fruto de um relacionamento construído nos últimos anos com o governo britânico, prevê a criação de um grupo de trabalho para desenvolver ações conjuntas até dezembro de 2016. Mas também tem o objetivo de intensificar as iniciativas já existentes, como o intercâmbio de representantes do poder público e sociedade civil para trocar experiências com organizações e funcionários das administrações locais.

Em abril deste ano, Fernanda Almeida Coordenação de Direito à Cidade), Rafael Alves (Coordenação de Políticas para População em Situação de Rua) visitaram abrigos e conheceram projetos artísticos desenvolvidos nas cidades de Manchester e Londres, na Inglaterra. Em novembro, uma delegação britânica deve vir à São Paulo, com o mesmo intuito.



Escrito por nicomedesoliveira às 19h04
[] [envie esta mensagem
]





 

COMUNICADO À CIDADE DE SÃO PAULO

 Considerando que o Poder Público Municipal não sinalizou até o momento o reajuste dos convênios e a verba adicional para humanização  dos serviços.

Considerando que a peça orçamentária aprovada pelo COMAS para 2016 não garante a qualidade dos serviços públicos e valorização dos trabalhadores da assistência social

O FAS convoca a cidade de São Paulo a se manifestar contra a precarização da política de assistência social no município de São Paulo.


Quando: 23 de setembro 2015
Horário: 10 horas
Onde: Prefeitura Municipal de São Paulo
Concentração: em frente a SMADS(R. Libero Badaró, 561 / 569 –Centro)

O tema do ato  :

 Dia de Luta contra o caos na Assistência Social




Escrito por nicomedesoliveira às 12h49
[] [envie esta mensagem
]





http://globotv.globo.com/t/programa/v/amigas-falam-do-projeto-amor-no-cabide-que-faz-doacao-de-agasalhos-no-frio/4252100/



Escrito por nicomedesoliveira às 20h01
[] [envie esta mensagem
]





APRESENTAÇÃO CENSO POP RUA
Gente por favor divulgar em toda a sua rede de contatos... Muito importante a presença de todos e todos que puderem articular para que a população que esta na rua ou acolhida nos serviços possam participar desta discussão.
Gostaria de pedir a coordenação do Fórum de Assistência Social que possa divulgar em sua rede de e-mails e orientar aos serviços que levem seus usuários. Esse momento é muito importante para todos nós: População em situação de rua, trabalhador@s, organizações e militantes que atuam na defesa dos Direitos Humanos da Pop Rua. Aguardamos todos e todas neste dia.
Prezad@s,

Encaminhamos esta mensagem para convocar os membros deste Comitê à sua XIII Reunião Extraordinária, a ser realizada na próxima quarta-feira, 20/05/2015, às 15h00

Pauta:

- Apresentação do Censo da População em Situação de Rua 2015, pela FIPE.

Essa reunião irá acontecer no auditório da Secretaria Municipal de Cultura, na Galeria Olido

Local: Avenida São João, 473 - 8º andar.

Contamos com a presença de tod@s.

Atenciosamente,
Coordenação de Políticas para a População em Situação de Rua



Escrito por nicomedesoliveira às 22h01
[] [envie esta mensagem
]





th One Voice documentary on Vimeo

https://vimeo.com/47581784
15 de ago de 2012
A behind-the-scenes documentary about WIth One Voice - a ..



estamos agora constituindo parceiraias para a criação do WHIT ONE  VOICE BRASIL


Escrito por nicomedesoliveira às 21h44
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]